Símbolos Oficiais


Brasão

Instituído pela Lei Municipal nº 90, de 14 de Agosto de 1968, pelo prefeito Antônio Patterson de Melo Pereira, o brasão é constituído de: Escudo em vermelho, contendo três torres de Petróleo, em cor prateada, nascente de abismo, e um chefe de azul. Duas pombas prateadas estendidas, em espaço azul, em cima das torres. A Insígnia: coroa mural prateada com quatro torres. O Lema: Lúmen. Tirado do refrão do cântico da liturgia da Festa de Nossa Senhora da Purificação (2 de Fevereiro). “Lumen ad revelationem gentium” que significa: “Uma luz para iluminar as nações”. A cor vermelha exprime o fogo, a luz da candeia e a chama do petróleo, este indicado pelas torres. O Azul, exprime a Purificação de Nossa Senhora, que ofereceu as duas pombas no templo.


Hino à Candeias

Um dos símbolos oficiais do município, o hino oficial de Candeias foi instituído, pela Lei 663 de 2006 em 06 de Novembro de 2006. Aprovado pela Câmara de Vereadores, a letra é de autoria de Antônio Ramos da Silva (Ramos Feirense) e com música de autoria de Jefferson Ribeiro de Albuquerque, conhecido como “Hino a Candeias”. É obrigatória a execução do hino nas solenidades cívicas do município, bem como a divulgação e ensino, nas Escolas Municipais Públicas e Particulares.

Letra

Aos primeiros clarões da alvorada
Do Brasil, feliz Terra da Cruz
De um engenho, Candeias amada,
Vislumbraste tua senda de luz.

Deus te guie, ó querida Candeias,
Para que teu vigor tu bem uses.
Quando paz, também quando guerreiras,
Sejas sempre a cidade da luzes.

Do verdor dos teus campos de cana
Ao negrume do rico petróleo,
És impulso da indústria baiana,
És da pátria, também capitólio.

Tua história é história de fé,
De trabalho, de amor e civismo,
Que teus filhos, vibrantes, de pé,
Vitalizam com pleno idealismo.

Cidadãos de outras plagas acolhes,
Operários, turistas, romeiros...
E zelosa, seus dons, tu recolhes,
Para a vida abrir novos roteiros.

Que do bem, possas sempre gozar
Graças mil, sem cessar, noite e dia,
Pelo ardor do povo a lidar,
Pelo amparo da virgem Maria.