Candeias: Secult participa de Seminário para Consolidação de Roteiros, no âmbito do Prodetur Nacional – Bahia.

No dia 11 de Outubro de 2017, o Secretário de Cultura e Turismo, Cassio Vinícius, acompanhado da Bibliotecária, Márcia Rodrigues, e da Assessora Especial, Fernanda Rocha, participaram de seminário promovido pela Secretaria de Turismo do Estado, em parceria com o Prodetur Nacional – Bahia.

O seminário, que também contou com a presença de autoridades, a exemplo do Secretário de Turismo do Estado da Bahia, José Alves, e o Subsecretário, Benedito Braga, teve como objetivo apresentar os possíveis roteiros elaborados na Baía de Todos os Santos – BTS, que irá abarcar em torno de 18 Municípios, incluindo Candeias, com o Distrito de Caboto, onde está situado o Museu Wanderley Araújo Pinho. Importante citar que representantes de Agências de Viagem do Município de Candeias se fizeram presentes, por acreditar no potencial turístico da cidade e no investimento destinado ao turismo receptivo.

Vale ressaltar, que outros encontros ocorreram anteriormente, como forma de integrar o poder público municipal e trade turístico dos Municípios, nas discussões e definição de metas e estratégias que devem ser incorporadas no grande projeto de revitalização da BTS, enquanto produto turístico e cultural.

Para o Secretário de Cultura e Turismo, participar de eventos como esse é sem dúvida poder decidir conjuntamente o que os Municípios almejam enquanto localidades turísticas, e, sobretudo poder contribuir para que importantes elementos possam ser considerados e validados como possíveis potenciais. Ainda pontuou que todos estão entusiasmados com as ações que o Prodetur Nacional Bahia irá promover nesses destinos que constituem a Baía de Todos os Santos, enfatizando a importância do Museu Wanderley Araújo Pinho, no Distrito de Caboto, e da rica gastronomia, no Distrito de Passé, dentre outros atrativos culturais e históricos que podem ser posteriormente integrados nesses roteiros.

Por fim, após a apresentação dos principais roteiros, os participantes aguardam que outras convocatórias sejam feitas, no sentido de inseri-los no processo de decisões e legitimidade de algo tão complexo e que diz respeito a todos, como é o caso do desenvolvimento turístico na Baía de Todos os Santos.