Candeias: Equipe da Secult participa de formação junto ao EMUNDE.

Representantes da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo – SECULT: Marilene Neris, Jean Souza, Crislane Alves, Tiago Nepomuceno, Claudivan Porto, Rafael dos Anjos, Dilton Carlos da Silva, e Juliana Ventura, responsáveis pela organização do evento “Novembro Negro Candeias”, estiveram, na ultima quinta-feira (28), em formação, no Mercado Cultural com os representantes do Encontro Mundial de Etnico Empreendedorismo – EMUNDE, Edson Costa – Diretor Executivo e Renan Duarte – Diretor Comercial, onde foi apresentado o panorama das políticas culturais e sociais diretamente ligadas às questões identitárias e de diretos à igualdade racial.

O viés de ignição da formação foi de apresentar aos colaboradores da Secult ações que potencializem as políticas públicas, o fazer artístico, educacional e cultural da Secretaria de Cultura e Turismo do município de Candeias, com foco na população negra e abrangendo as diversas áreas da cadeia produtiva, cultural e social.

Edson Costa e Renan Duarte se apresentaram entusiasmado com a potência do município e mostraram os diversos caminhos de atuação que a secretaria pode atuar apontando os benefícios em escalas de pequeno à longo prazo.

Para Jean Souza, Diretor de Cultura “o evento foi uma oportunidade de atualização de conhecimentos, de ampliação dos raios de alcance da SECULT”. Já Cassio Vinícius, Secretário de Cultura, Turismo e Juventude, ressalta a importância da formação. “É um desejo da Secult que seus atores culturais estejam e sejam capacitados, enquanto função que exercem na secretaria para daí, oferecer de forma mais qualificada seus serviços à comunidade Candeense”, pontuou Cássio.

Dessa forma, a Secult caminha abrindo horizontes em consonância aos desejos do Prefeito Dr. Pitágoras que acredita na metodologia de formação proposta pela Secult aos seus colaboradores. “A cidade de Candeias sai a frente porque a formação é uma ação que promove crescimento intelectual aos seus participantes e quem ganha é o município com a promoção e desenvolvimento de projetos e políticas culturais que mobilizam e contemplam jovens, crianças e as diversas instituições pertencentes à cidade. Assim, o crescimento de Candeias se consolida”. Finalizou Pitagoras.

Na oportunidade, após quase quatro horas de discussão, o evento foi encerrado em celebração à ancestralidade negra em dança circular entoando em coro a canção/poema de Dona Ivone Lara:

“Um sorriso negro, um abraço negro
traz… felicidade
Negro sem emprego, fica sem sossego
Negro é a raiz da liberdade

..Negro é uma cor de respeito
Negro é inspiração
Negro é silêncio, é luto
negro é…a solidão

Negro que já foi escravo
Negro é a voz da verdade
Negro é destino é amor
Negro também é saudade.. (um sorriso negro!)